Big chop – desabafo de uma transitete

image9

 

O post de hoje é muito especial, algo que eu estou amando saber mais e repassar informações também. É sobre como a transição pode ser um momento complexo em nossa vida. E eu quero compartilhar a minha experiência. Estou um momento muito marcante da minha vida, de como estou lidando com minha aparência, autoestima e minha decisão libertadora de cortar meu cabelo curtinho.

Pra quem me acompanha no Instagram (segue lá: @loreavelar) sabe que há um tempo decidi parar de fazer química no cabelo e voltar aos cachos. A decisão foi em agosto de 2014 e depois de algumas tentativas frustadas eu finalmente decidi fazer o Big chop. No entanto essa decisão não foi fácil, assim como quase toda mulher eu era apegada ao meu cabelo, à aparência a que estava acostumada. Mas eu queria muito cortar e mudar totalmente, mas pra tirar a parte alisada e danificada do cabelo não tem jeito, é cortar e esperar. Depois de pensar bastante eu vi que era o que eu realmente queria.

Cortei meu cabelo do dia 26/12 e foi um ato de libertação! Não me arrependi em nenhum momento e não afetou a minha autoestima. Foi a melhor decisão que tomei e agora nada me tira do meu objetivo. Não foi apenas um corte, foi um desapego, uma renovação. E aceitei muito bem essa nova fase. No entanto, não posso negar que foi uma decisão difícil, pensei muito antes de cortar. Se você está passando pela transição e ainda não se sente pronta para cortar, não corte! Só você pode saber o melhor momento pra isso.

Como eu já disse nesse postbuscar informações e conhecer outras meninas que também passaram pelo processo de aceitação do cabelo natural me ajudou muito. Aprendi a cuidar do meu cabelo, mas principalmente o que mudou foi que percebi que prefiro meu cabelo saudável e natural a ter um cabelo “grande”. Um conselho que eu dou e que aprendi acompanhando outras meninas cacheadas é que devemos decidir passar pela transição para ter o cabelo NATURAL  e não cacheado como o de fulana, porque cada cabelo é único. Confesso que ficava frustrada vendo cabelos cacheados ou crespos maravilhosos e pensando que nunca iria alcançar, depois eu percebi que muitas vezes a textura natural dos meus fios nada tinha a ver com as fotos que eu ficava olhando e desejando, ou seja, não tinha a ver comigo.

Fiz um apanhado de alguns momentos do meu cabelo. Quando eu fazia texturização amassando os fios com bastante creme, ficava com uma ondas bonitas, mas como meu cabelo é fino, no outro dia tinha que fazer de novo. E agora o que estou amando do cabelo curtinho é a praticidade, não preciso fazer finalização para modelar os cachos. Só lavar, passar um pouquinho de creme e pronto!

Hoje, o que eu quero é ter meu cabelo natural e saudável sem precisar fazer processos agressivos para me sentir bonita. E outra, cabelo cresce!

IMG_8894

Eu estou tão empolgada com esse meu momento que vou compartilhar mais coisas por aqui. Logo logo tem post com os produtos que estou usando para cuidar do meu cabelo.

Espero que gostem. Beijos!